A Opus Dei e a Maçonaria, o que têm em comum?

 

 

A "Santa" Máfia, a Igreja dentro da Igreja, a Nova Heresia, A Maçonaria Católica, Jose Maria Escrivá de Balanguer, Association for Educational Development, Woodlawn Foundation, Association for Cultural Development, and Clover Foundation, Aleister Crowley, Gerald B. Gardner

 

Josemaría Escrivá de Balaguer (1902-1975). Fundador da Opus Dei

 

 

---------------------------------------------------------------------------------------------

 

“Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” 

Mateus 6:31-33

Se você deseja entender o que é a Maçonaria e a Opus Dei, precisa meditar um pouco sobre as palavras acima, ditas pelo Senhor Jesus Cristo.

Nestas poderosas palavras do Mestre está incluso o maior princípio que norteia o Reino de Deus: A Dependência de Deus. “E todas estas coisas vos serão acrescentadas” e “vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas” são afirmações que deixam isto bem claro. Há diversos outros trechos bíblicos que afirmam, insistentemente, esta verdade divina, como por exemplo o trecho de João 3:27 :

“O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.”

Em contraste e em oposição ao princípio divino da Dependência de Deus há um outro princípio (satânico) que assevera que “o homem é um deus independente”. Este princípio do diabo é frequentemente encontrado na literatura satanista, como, por exemplo, nas obras dos bruxos (e maçons) Gerald B. Gardner (fundador da Wicca, a Bruxaria moderna) e Aleister Crowley (fundador da religião satanista Thelema), os quais estamparam em  frases este princípio luciferiano:

“ Faça o que você quiser deverá ser o todo da lei ” ( Aleister Crowley 1875 – 1947 )

“Qual é a maior mentira de todas? Que nós não somos Deus” ( Gerald B. Gardner )

Este princípio das trevas é o responsável por toda sorte de perversidades e de injustiças cometidas debaixo do céu, pelo mundo afora e em toda a história da humanidade.

Quando o Senhor Jesus Cristo afirma: “Porque os gentios é que procuram todas estas coisas”, o Senhor nos está ensinando que o mundo (a humanidade sem Deus) busca tão somente o que é material e terreno, desprezando, assim, e de modo agressivo, todas as advertências e convites de Deus para que o homem se volte para Ele:

“Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o SENHOR Deus. Portanto, convertei-vos e vivei.” 

Ezequiel 18:32 

Todavia, para os que temem a Deus as palavras do Mestre são estas:

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”

Movendo-se nas Escuridão

Os recentes escândalos de corrupção na política brasileira, já noticiados pelo mundo afora, são um bom exemplo de como os homens tramam as coisas em secreto, nas trevas, visando vantagens próprias às custas do roubo e das fraudes. São trevas duplamente tenebrosas, primeiro porque são pecados e, segundo, porque burlam as leis e se opõem a todo tipo de justiça, o alicerce do Trono de Deus:

“Justiça e juízo são a base do seu trono” 

Salmos 97:2

Diante disto tudo, podemos começar a poder suspeitar de todas as organizações secretas e ocultas, pois que também está escrito:

“Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto.”  

João 18:20 

Trapaças, intrigas, subornos, seduções, golpes, roubos e chantagens são exemplos de atos praticados em oculto por organizações secretas que se movem nas trevas e que rastejam no lamaçal putrefato deste mundo dominado pelo diabo:

“Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.” 

1 João 5:19 

O que é a Opus Dei

Trata-se de uma organização secreta que trabalha com objetivos bem delineados em prol do recrutamento de homens e de mulheres de influência, em diversas partes do mundo, a fim de que dêem suporte à cúpula dominante (e dominadora) da Igreja Católica Apóstata Romana. Possui indivíduos infiltrados em diversos segmentos da política nacional e internacional com o detalhe de não necessitarem de ser sacerdotes da Meretriz de Roma. Políticos, banqueiros, homens de negócios, empresários, enfim, qualquer um que tiver uma elevada posição social pode ser recrutado pela Opus Dei, desde que faça um juramento de fidelidade para com a Organização. E o ganho pessoal que obtêm em troca não poderia ser outro: Domínio, dinheiro e poder. É uma organização de mão dupla, ou seja, homens influentes se beneficiam da influência da Opus Dei na política e em grandes empresas a fim de obterem mais dinheiro e mais poder, e a Opus Dei também deles se beneficia, recebendo esta última mais influência e mais poder oriundos dos ocupantes de cargos de influência os quais ela os ajudou a ocupar. A sentença a seguir foi retirada do site do próprio Vaticano:

“Eis por que o Opus Dei se estendeu e cresceu de forma admirável, contendo no seu seio gente das mais variadas camadas sociais e dos mais diversos ramos da atividade humana.” (Homilia do Cardeal Saraiva Martins aos Peregrinos Vindos Para a Canonização de José Maria Escrivá, 8 de Outubro de 2002)

 A Opus Dei é, em muitos aspectos, semelhante à Maçonaria, senão vejamos:

 

Maçonaria

Opus Dei

Seus membros fazem um juramento de fidelidade e de obediência à Maçonaria

Seus membros fazem um juramento de fidelidade e de obediência à Opus Dei

Se reúnem secretamente

Se reúnem secretamente

É uma organização hermética (fechada a não iniciados)

É uma organização hermética (fechada a não iniciados)

Novos membros só são admitidos por convite

Novos membros só são admitidos por convite

Recruta membros das camadas sociais mais elevadas e abastadas

Recruta membros das camadas sociais mais elevadas e abastadas

Possui uma máscara de filantropia (ex: Rotary Club)

Possui uma máscara de filantropia (é chamada de "Rotary de Deus")

Possuem uma Agenda Secreta

Possuem uma Agenda Secreta

Possuem a reputação de agir na clandestinidade

Possuem a reputação de agir na clandestinidade

São obrigados a manter sigilo sobre suas atividades na organização

São obrigados a manter sigilo sobre suas atividades na organização

Vivem à caça de novos adeptos para aumentar sua influência

Vivem à caça de novos adeptos para aumentar sua influência

Possuem uma "cartilha", a qual chamam de Landmarcs (marcos)

Possuem uma "cartilha", a qual chamam de Caminho

A Maçonaria está associada à Opus Dei

A Opus Dei está associada à Maçonaria

 

A Opus Dei (Obra de Deus) foi fundada em 1928 pelo padre espanhol José Maria Escrivá de Balanguer. Escrivá foi canonizado pelo Papa João Paulo II. É bem conhecido que esta organização suportou e deu apoio a regimes fascistas como a sangrenta ditadura do General Franco, na Espanha. Com a ajuda de Franco, a Opus Dei se tornou tremendamente poderosa na Espanha e muitos de seu membros eram membros do governo espanhol. Após este período, se espalhou por diversos países como França, Itália, Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, Estados Unidos e Reino Unido (Inglaterra). Em 1954, Escrivá, seu fundador, deslocou o quartel general da organização de Madri para Roma, o centro político mundial do Catolicismo Romano. Escrivá morreu em 1975 tendo a liderança da Opus Dei passado às mãos de Alvaro del Portillo. Em 1982, o Papa João Paulo II concedeu total liberdade de ação à organização. Escrivá foi beatificado em 1992 em uma gigantesca cerimônia na praça de São Pedro. Em 2002 foi proclamado “santo” pelo Vaticano. Del Portillo morreu em 1994 e foi substituído por Javier Echevarría. Estima-se que, hoje, esta organização possua mais do que 100.000 membros espalhados pelo mundo.

José Maria Escrivá afirmava que “todos os homens são filhos de Deus”, o que, obviamente, era, e é, a “doutrina” que dá sustentação a que qualquer um (que a Opus Dei escolha) pode ser convidado a ingressar na organização. Teologicamente, o conteúdo dos escritos de Escrivar são heréticos e patéticos, e uma de suas frases famosas é esta:

“A Jesus sempre se vai e se “volta” por Maria.” (Caminho, 495)

Minha Experiência Pessoal frente a frente com a Opus Dei

Conheci uma família influente, influência esta que vinha da mídia européia. O chefe desta família ocupava uma posição de destaque em uma grande rede de televisão européia. Era meu amigo pessoal e tinha o hábito de me confidenciar segredos dos bastidores da mídia. Era, todavia, um homem espiritualmente cego. Certa ocasião, me convidou a ir com ele à casa de um poderoso e influente político europeu. Ao lá chegarmos, me deparei com um homem extremamente inteligente e arrogante. Havia muitos rumores sobre sua suposta homossexualidade, e era, sabidamente, um homem ambicioso e...membro da Opus Dei. Após este encontro, presenciei um curioso relacionamento entre meu amigo pessoal e esse político. Era uma troca de favores. Meu amigo da mídia o ajudaria nas eleições (pondo a máquina da mídia a seu favor), e o tal político, por sua vez, lhe diria, posteriormente (após ter sido eleito): “Podes pedir de mim o que quiseres.” A sequência disto não me dizia respeito, e eu nada tinha a ver com aquilo. Pouco tempo depois, meu amigo adoeceu gravemente, porém sobreviveu. Hoje não tenho mais notícias dele.

Esta experiência deixa bem claro os objetivos desta organização, qual seja, e à semelhança da Maçonaria: A busca pelo poder. O mais grave, entretanto, é o fato de denominarem uma organização destas, oculta e iniciática, de “Obra de Deus”.

“Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.”

Lucas 12:2 

INTELLECTUS

Home