Cristianismo, Socialismo e Comunismo

Coisas que Jesus Cristo nunca jamais disse

Todas as vezes que você se deparar com pessoas buscando associar o Evangelho de Cristo às doutrinas do Socialismo/Comunismo, tenha a certeza de uma coisa: Você está diante de um embuste!

 

É verdade que sob o aspecto legal (referimo-nos às leis divinas) somos todos iguais aos olhos de Deus, como está escrito:

 

“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” Romanos 3:23 

 

Também é verdade que devemos amar até mesmo os nossos inimigos, como escrito está:

 

“Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.” Mateus 5:43-48

 

Todavia, não há absolutamente nenhum suporte bíblico a fim de que se propaguem idéias de um mundo igualitário onde todos sejam iguais em qualquer sentido, inclusive economicamente. Tais proposições são todas falaciosas e antibíblicas, pois se é o próprio Deus quem afirma que sempre haverá estratificação social, política e econômica, e isto até que venha o juízo de Deus no dia do fim do mundo, como alguém se atreveria a afirmar o contrário? Examinemos as Escrituras.

 

“Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.” Apocalipse 20:12

 

Pelas Escrituras bem podemos nos situar na história, sabendo que o surgimento de um governo mundial anticristo precederá o fim, governo este encabeçado pela Besta, segundo o relato bíblico. E de modo preciso, as Escrituras nos mostram a estratificação social, política e econômica às vésperas do fim, ou seja, quando surgir a Besta e o Falso Profeta.

 

“Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.” Apocalipse 13:11-18

 

Não haverá nenhum mundo melhor e muito menos diminuição da pobreza, e isto está dito pela boca do Soberano Senhor dos céus e da terra, o Senhor Jesus Cristo:

 

“Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores.” Mateus 24:7,8

 

“Porque os pobres, sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes;” Mateus 26:11 

 

A existência de uma sociedade igualitária e farta em justiça social é simplesmente impossível, não somente pelos relatos bíblicos (o que por si só já basta), bem como pela inequívoca deterioração dos modos organizacionais através dos quais os homens têm administrado o mundo. Essa mesma pobreza que alguns prometem dissipar é a mesma pobreza promovida por eles próprios, pois o ser humano é injusto e mau, e todos os sistemas de governo utópicos e ineficazes na promoção da justiça, e isto porque não invocam a Deus, muito pelo contrário, antes o rejeitam e o desprezam, razão pela qual o mundo jaz na mais densa escuridão.

 

Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.1 João 5:19

 

TODAS as ideologias políticas que temos à nossa volta são antropocêntricas e humanistas, ou seja, segundo todas essas ideologias, o homem é o centro de tudo, não Deus. As tão propaladas “soluções” para os muitos problemas sócio-político-econômicos do mundo não passam de canto de sereias a fim de enredar o maior número possível de pessoas nas redes de argumentações falaciosas cujo objetivo de fundo é a dominação. Nada além disto.

 

Mais perversos ainda são partidos políticos que se autodenominam de “cristãos”, exemplos: “Socialismo cristão” e “democracia cristã”. Não há compatibilidade ideológica, e muito menos espiritual, entre Democracia e o Evangelho e nem entre o Socialismo e o Evangelho. Democracia significa “domínio do povo” (isto é: dos homens) e o Socialismo, enquanto ideologia, é um dos mais perversos sistemas de governo de toda a história, estruturalmente concebido por um judeu ateu o qual prometia que ainda se vingaria de Deus.

 

“Assim, o Céu eu perdi, e sei disso muito bem. Minha alma, que já foi fiel a Deus, está escolhida para o Inferno.”
“Nada, senão a vingança, restou para mim.”
“Eu desejo me vingar contra Aquele que governa lá em cima.” 
(Karl Marx 1818-1883 - pai do Comunismo)

 

Pressupostos filosóficos conhecidos como Igualitarismo e Comunismo são os mesmos princípios despóticos e ateus que serviram de “licença” para dizimar milhões de vidas na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, URSS, na China, e que também serviram de argumentação política e ideológica para a ascensão de déspotas e tiranos mascarados ao poder, como Fidel Castro em Cuba, Hugo Chavez na Venezuela e Luis Inácio Lula da Silva no Brasil. A diferença entre o sanguinário regime cubano e a atuação do PT (Partido dos Trabalhadores) no Brasil diz respeito somente a uma questão de oportunidades para agir, pois, em essência, a proposta ideológico-filosófica despótica e atéia abraçada pelo carniceiro Fidel Castro e que move o PT de Lula da Silva é a mesma dos mais íntimos pensamentos de monstros ditadores como Stalin, Lênin, Pol Pot ou Mao Tse Tung. O que os movia era o ódio e a concupiscência carnal faminta por poder, domínio e glória humana. E isto sem mencionar a óbvia inveja, a mesma que levou Caim a assassinar Abel e a decretar sua própria ruína temporal e eterna.

 

Sendo assim, se você ouvir falar de um regime político fundamentado na ideologia comunista ou socialista, associando a si próprios a palavra “Cristã” ou “Cristão”, saiba que estão tentando lhe enganar. E embora a ideologia política chamada de democrática difira, em considerável medida, do pensamento socialista/comunista, tampouco esta (a democracia) pode ser associada à palavra Cristã. Tal associação é blasfêmia das mais grotescas.

 

Cabe a cada homem, individualmente, abraçar a justiça de Deus que está em Cristo. E não há outra alternativa para os que desejam a salvação de suas almas e o escape da condenação eterna. O mundo caminha para um governo mundial tirano e blasfemo, e não são poucos os que já se renderam aos princípios satânicos desse governo mundial vindouro cujas estruturas já estão inteligente e perversamente assentadas. A situação já vai a passos tão largos que em 29 de junho de 2009, o Falso Profeta Bento XVI (também conhecido como Papa) já anuncia a vinda desse governo mundial tirano e anticristo, governo mundial esse patrocinado pela Organização das Nações Unidas, a ONU, e com a plena e total concordância da Igreja Católica Apóstata Romana. Vejamos um trecho de sua mais recente encíclica Caritas in Veritate:

 

"Perante o crescimento incessante da interdependência mundial, sente-se imenso — mesmo no meio de uma recessão igualmente mundial — a urgência de uma reforma quer da Organização das Nações Unidas quer da arquitetura econômica e financeira internacional, para que seja possível uma real concretização do conceito de família de nações. De igual modo sente-se a urgência de encontrar formas inovadoras para atuar o princípio da responsabilidade de proteger e para atribuir também às nações mais pobres uma voz eficaz nas decisões comuns. Isto revela-se necessário precisamente no âmbito de um ordenamento político, jurídico e económico que incremente e guie a colaboração internacional para o desenvolvimento solidário de todos os povos. Para o governo da economia mundial, para sanar as economias atingidas pela crise de modo a prevenir o agravamento da mesma e em consequência maiores desequilíbrios, para realizar um oportuno e integral desarmamento, a segurança alimentar e a paz, para garantir a salvaguarda do ambiente e para regulamentar os fluxos migratórios urge a presença de uma verdadeira Autoridade política mundial, delineada já pelo meu predecessor, o Beato João XXIII." (Papa Bento XVI)

 

Se alguém, seja lá quem for, promete um mundo de paz e de prosperidade, igualitário e abundante em justiça social, esse tal está chamando Deus de mentiroso.

 

Porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais. Não tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo; mas, por causa dos escolhidos, tais dias serão abreviados.

Senhor Jesus Cristo, Mateus 24:21,22
 


 

 

Artigo Relacionado: Karl Marx, o pai do Comunismo. O homem que queria se vingar contra Deus

 

 

Home